Menu Button

Bacu, a cidade do vento à beira do mar Cáspio

Bacu – Espírito pioneiro no Cáucaso

Os Persas chamavam-na de bad kube, a Cidade dos Ventos. Bacu, situada junto ao mar Cáspio e à lendária Rota da Seda, foi desde sempre uma cidade extremaente importante, e não apenas na região. Com as montanhas cobertas de neve do Cáucaso no horizonte, esta antiga cidade de comerciantes era um ponto nevrálgico do comércio entre o Oriente e o Ocidente. Ainda hoje o Azerbeijão, com a sua capital Bacu, assume a função de estabelecer a ponte no comércio com a Europa Ocidental.

Ao passear pelas ruelas angulosas da cidade velha, entretanto Património Cultural Mundial da Unesco, imaginamo-nos a caminhar entre palácios e bazares, mesquitas e fortalezas, como nas histórias das Mil e Uma Noites. E com um pouco de fantasia sentimos a aura destes tempos passados. Contudo, fora do arranjado centro histórico, a cidade apresenta-se de forma totalmente diferente. Há já cem anos, os barões do petróleo mandaram aqui construir vivendas imponentes e construíram todo um novo cenário que também pertence ao mundo dos sonhos. Atualmente, contudo, a skyline é dominada por arranha-céus futuristas. O conjunto das três Flame Towers concluídas em 2012, com as suas linhas curvas, será certamente um dos novos edifícios mais famosos de Bacu.

A Lufthansa voa seis vezes por semana (todos os dias menos ao sábado) de Frankfurt para Bacu.

Ir para a Cidade do Mês

Publicado: